Algumas proveniências para os jogos da Copa dependem do empregador. Veja como os recursos a proceder e não ser descontado.

Não adianta reclamar do dia de jogo do Brasil, na Copa do Mundo não é feriado e nem está incluído entre as ausências justificadas no artigo 473 da Consolidação das Leis (CLT). Por isso, o empregador pode descontar ou dar advertências caso o empregado simplesmente não compareça ao trabalho.

Com a proximidade da Copa do Mundo 2018, os brasileiros estão na contagem regressiva para assistirem aos jogos da seleção brasileira. Mas como algumas partidas vão acontecer durante a semana, surgem dúvidas sobre a dispensa do funcionário, se a empresa é obrigada a liberar e, até mesmo, como será feita a compensação das horas não trabalhadas.

De acordo com a Coordenadora de Suporte Grupo Insoft4, Cristina Ribeiro, o Ponto Soft possibilita a compensação diária de diferentes formas, como exemplo, além de iniciar em alguns dias mais cedo ou finalizar mais tarde, a possibilidade também destes serem compensados em dias próximos.

Estas opções dependem muito de cada empresa, onde cada uma poderá definir a melhor forma para compensar suas horas diante de seus cenários.

Devemos de considerar as regras de legislação. A compensação pode ocorrer no mesmo dia, mês ou meses subsequentes. Sempre respeitando os limites das regras internas da empresa, além de respeitar algumas regras como, por exemplo, o limite de duas horas diárias não excedendo às 10 horas de jornada.

Lembrando que, sempre existirá a possibilidade do empregador dar a folga sem a necessidade de compensar estas horas ou ainda, disponibilizar recursos como, um local com TV para sua equipe assistir os jogos na própria empresa.

A Insoft4 permanecerá neste período à disposição para sanar dúvidas sobre os processos de compensação do ponto de nossos clientes.

Desejamos uma excelente Copa 2018 a todos e rumo ao hexa Brasil.